Rock Falido

Capa feita por Giuliano Di Martino para a primeira edição da Rock Falido (2014)

No dia 21 de maio, a primeira edição da Rock Falido: Uma Coletânea de Rock Independente Nacional completa um ano.

Com a intenção de “cutucar” a cena rockeira underground local, o texto manifesto teve todo um tom provocativo e a intenção de “colocar o dedo na ferida” para ~ver o circo pegar fogo~.

O que fez com que a coletânea tivesse uma inesperada (ótima) divulgação em vários sites — que faço questão de citar: Rock NoizeGuitar Talks, Ouvindo Antes de Morrer, Nada Pop, Zonapunk, Toco Música de Ouvido. Além de coletivos — como por exemplo o Ex Machina –, e páginas de Facebook, como a Arca do Hardcore.
*Só para citar alguns e aproveitar para agradecer todo e qualquer apoio.

Além do mais importante: virou tema de discussão em várias rodas de amigos. Uma semente foi plantada. Mas nada disso teria acontecido sem o combustível mais importante: as bandas.

Dentre elas, a diversidade de estilos reinou. Teve banda de punk rock, hardcore, pop rock, rock alternativo, garage rock entre outros.

Participaram da primeira edição da Rock Falido:

Thrills & The Chase, Alaska, Veronica Kills, Troublemaker, Little Drop JoeSupercombo, Corazones Muertos, Eletric Roar, Peaches And CreamChabad, We Are Piano, Sky Down, Water Rats, Estiletes, Name The Band, O Grande Ogro, Iggy & Rafa, Rawfire, Velociraptors, 3éD+, Iggy D. And The Traitors, Evil Matchers, Hollowood e Test.

Além disso, a primeira edição teve o apoio da Rádio Brasil 2000, que está sempre ligada na cena underground do país desde sua fundação. Assim — bandas tanto participantes quanto não participantes — eram incentivadas a fazer um cadastro no site oficial e entrar em contato para ter a chance de conseguirem um nobre espaço na programação da radio: participar do programa ‘’Brasil 2000 Ao Vivo’’, que vai ao ar toda terça-feira e é comandado pela lenda Osmar.
Nele, sempre rola um bate-papo e a banda tem a oportunidade de tocar seus sons ao vivo para todo país.

Mas não estamos aqui para falar de passado, não é mesmo?

Está OFICIALMENTE dada a largada para a segunda edição da Rock Falido: Uma Coletânea de Rock Independente Nacional.

Rock Falido #2: Uma Coletânea de Rock Independente Nacional – 2015

Desta vez a coletânea terá uma mecânica um pouco diferente. Ao invés de ela ”cair no colo” e pegar todo mundo — até as bandas participantes — de surpresa, o processo será muito mais cuidadoso. Sim, é a vez de dar ainda mais voz as bandas.

Tenho banda o que faço? – Envie o material da sua banda para o e-mail ou a para a página oficial do blog no facebook.

Um time de embaixadores foi convocado especialmente para esta edição e eles terão um papel fundamental. Além de divulgarem a coletânea, eles farão parte da comissão de jurados, ou seja, terão peso e função determinante no resultado final.

Quem são eles:

Felipe Maddu – Jornalista, um dos 3 editores do site Guitar Talks e ex-batera da lendária banda de hardcore melódico/post-hc, Fullheart. Sempre engajado com a cena independente, Maddu é figurinha carimbada nos principais shows de rock, psicodelia, jazz na rua, sound system e hardcore da cidade de São Paulo. Costuma transitar em vários ambientes e, inspirado em alucinados como Bukowski e Hunter S.Thompson, busca captar os meandros da cena paulistana de um modo um tanto quanto peculiar ou sinistro.

Caio César – É publicitário, um dos donos e fundador do Estúdio A Porta Maldita. O estúdio produz festas em lugares como casas de show e praças e recebe bandas independentes para shows. Além disso sob o selo independente A Porta Maldita, eles tem gravado e lançado trabalhos para várias bandas de trabalho autoral. Saiba mais no canal de Youtube, e se tem banda não perca tempo e entre em contato através do e-mail.

Anna Helena Rainere – Íntegra o time da Brasil 2000 e todas as terças-feiras, as 15:30h comanda ao lado de Osmar o programa Via Web. Muito ligada a bandas independentes, Anna sempre entrevista e também escreve o blog da rádio. Além de música, Anna é apaixonada pela sétima arte.

Débora Cassolato – Ligada no 220v em música desde cedo, Débora é dj, redatora, agitadora cultural e comanda uma enorme lista de projetos neste universo. É dona dos blogs Ouvindo Antes de MorrerMúsica de Menina, uma das fundadoras e residente da festa NO FUN que rola todo mês, já a dois anos no Outs, possui uma coluna semanal no Rocknoize e também é criadora e apresentadora do Debbie Records, programa que vai ao ar toda última sexta-feira do mês na Brasil 2000. Ufa!

Rafael Chioccarello – Publicitário, criador da Anchor Mixtapes, idealizador da Rock Falido e dono dos blogs Hits PerdidosCoverpedia. De vez em quando colabora com o Guitar Talks e o Música de Menina.

Devidamente apresentados agora é com vocês, bandas!

Advertisements

A view of the water catchment of the Cantareira water supply system at Jaguari dam in Joanopollis

No próximo dia 25/10 como já foi informado pela Sabesp: os níveis de água da represa Guarapiranga irão ficar tão baixos que não será possível que a água chegue as cidades abastecidas pela represa.

Pois é, a situação é bastante crítica e vários bairros da cidade de São Paulo já estão passando pelo problema da falta de água. Oficialmente não existe racionamento de água, porém é algo que já estava desenhado a tempos e que foi negligênciado pelo governo.

Alguns mais politizados poderão até explicar os porquês (uma das razões seriam acordos feitos a portas fechadas para que outras cidades que antes não eram abastecidas pela represa a um tempo começassem a também ser abastecidas, junto com o baixo volume de chuvas que vem marcando os últimos anos na região. Dentre outros inúmeros motivos.)

Bom, mas não estamos aqui para tomar medidas, afinal isso aqui é uma Mixtape.

Reuni bandas que falam sobre a água nos seus diversos usos e estados em que é encontrada na natureza.

Tem Country, tem folk, tem ska, rock, punk, cover, hardcore. Tem (água) pra todo mundo!

1- Richard Hell & The Voidoids ”Walking On The Water”
2- Diamond Youth ”Red Water”
3- The Replacements ”Cool Water”
4- Reffer ”Water”
5- Superchunk ”Water Wings”
6- Micah Schnable ”Burning In Water, Drowing In Flame”
7- The Hellacopters ”You Left The Water Running (Ottis Redding Cover)
8- Johnny Cash ”Bridge Over Troubled Waters”
9- Rocky Votolato ”Above The Water”
10 – H20 ”Tricker Than Water”
11 – Buck-O-Nine ”Water In My Head”
12 – Cheap Sex ”Water Runs Dry”
13 – The Weakerthans ”Watermark”
14 – The Dead Weather ”Will There Be Enough Water”

OUÇA AQUI

Print

Quadragésima sexta Mixtape do blog, desta vez a temática é a atual cena de rock nacional. O nome da coletânea ”Rock Falido” foi inspirado na música da banda capixaba, Os Pedrero. Recomendo a todos que se interessarem pelas bandas: comparecerem aos shows, comprarem os ”merchs”, apoiarem aqueles projetos de financiamento coletivo, divulgarem para os amigos e principalmente: INCENTIVAREM quem faz a cena rocker acontecer.

Pouco importa se a banda está presente na coletânea ou não, ajude aquele amigo que faz um som bacana e sincero a levar aquilo para algum lugar. Um excelente texto sobre incentivar bandas de amigos está no site Botequim de Ideias ”Pense Ou Dance”

É muito fácil hoje em dia ficar sentado no sofá ouvindo as mesmas coisas de sempre. Mais fácil ainda é reclamar com argumentos vazios como: ”O rock morreu”, ”Rock nacional é uma merda”, ”Só vou no show daqueles gringos do ”XYZK” porque eles valem a pena”, ”Só vou no show da minha banda a dos outros que se foda”.

Falácias a parte, a grande culpa destes argumentos é o pessoal não ir atrás de conhecer e observar as bandas que pipocam e morrem sem ter a mínima atenção merecida. As bandas também tem sua parcela de culpa como diz Dom Orione da banda 3éD+  no texto ”Não existe cena rocker em SP”.

Ter uma banda é uma dura missão. Viver de música é algo que praticamente não existe por aqui, a maioria tem empregos comuns e usam a banda para se sentirem vivos. Tem banda porque é apaixonado por música. Tem banda porque acredita que pode fazer a diferença na vida de alguém.

Ter banda é colocar a cara a tapa. Ter banda é perder horas preciosas de sono ensaiando porque ”amanhã tem show”. Ter banda é ter atitude de querer fazer algo diferente. Ter banda é marcar shows sem ter certeza de que vai receber o pagamento combinado. Ter banda é enviar material para Deus e o Diabo esperando por uma resposta positiva. Ter banda é colar lambe lambe. Ter banda é ir a porta de shows e entregar aquela demo gravada num CD regravável e ainda assim ouvir muitos ”não quero ouvir sua banda cara”.Ter banda é enviar 200 e-mails para sites e 4 ou 5 pararem para ouvir e 1 ou 2 escreverem alguma nota.

Não é fácil ter banda mas podemos ajudar nas mais singelas atitudes. No caso de hoje a coletânea tem total essa função. As bandas são independentes e estão na ”correria”, nada melhor então que compilhar uma porção de bandas boas e passar a mensagem para frente.

A ideia já funcionou antes aqui no Brasil. Lembro das compilhações com mais de 30 bandas que o Nenê Altro fazia e distribuia nos shows. Estas dos mais variados gêneros e estilos dentro da cena de rock independente. Muitos grupos podem desta forma até se conhecer e fazer futuramente contatos para realizarem shows em conjunto e assim ajudarem a fortalecer a cena. Afinal de contas, a melhor arma do underground sempre foi o ”boca a boca”.

Uma das rádios que tem uma iniciativa muito bacana em relação a apoiar as bandas independentes é a rádio Brasil 2000. Ela inclusive tem um programa chamado ”Brasil 2000 Ao Vivo” no qual está recrutando bandas para fazer um som ao vivo direto dos estúdios. Para participar basta se cadastrar aqui e mandar um e-mail neste endereço.

O programa, apresentado por Osmar, vai ao ar toda terça-feira. Além da banda tocar ao vivo durante uma hora, rola uma interação com os ouvintes e um bate-papo para realmente ajudar na divulgação do trabalho das bandas.

PS 1: A MIXTAPE de hoje contém 24 bandas. Sim, a regra de 12 bandas foi quebrada porque todo mundo merece ter seu espaço.

PS 2: Clique no nome da banda e saiba mais informações sobre ela. Clique no nome da música para conferir outros sons.

PS 3: A arte da capa da coletânea foi elaborada pelo Designer Giuliano Di Martino (baterista do Veronica Kills) e você pode conferir mais sobre o trabalho dele aqui.

Tracklist: 

  1.  Thrills & The Chase – Damsel In Distress
  2.  Alaska – Euforia
  3.  Veronica Kills – Feeling Alright
  4.  Troublemaker – Suspicious
  5.  Little Drop Joe  Perto Do Cais
  6.  Supercombo – Piloto Automático
  7.  Corazones Muertos – Fly Away
  8.  Eletric Roar  Plastic Devils
  9.  Peaches & Cream – It’s What You Didn’t Say
  10.  Chabad – Mamute Cobra
  11.  We Are Piano Cemetery Guns
  12.  Sky Down – Nothing New
  13.  Water Rats Butterfly
  14.  Estiletes Pelo que é nosso
  15.  Name The Band All In
  16.  O Grande Ogro – Obcecado pela vida decidiu alimentar-se para não morrer
  17.  Iggy & Rafa ft Destemido ReiVagabundo
  18.  Rawfire For What I’ve Done [I Told You So]
  19.  Velociraptors A Plenos Pulmões
  20.  3éD+ – Alucinados
  21.  Iggy D. & The Traitors Cansei
  22.  Evil Matchers Diamante Negro
  23.  Hollowood –  Bordeaux Waltz
  24.  TEST Ele Morreu Sem Saber O Porque

OUÇA AQUI

Caso sua banda não tenha entrado na coletânea e tenha o interesse em participar de uma futura, deixe uma mensagem nos comentários deste post.

Screen Shot 2014-05-12 at 8.09.50 PM

O blog Música de Menina fez uma matéria super bacana sobre meu novo projeto: o ”Coverpedia”.

Mas podem ficar tranquilos que não vou deixar o Anchor Mixtapes de lado.

via Coverpedia: o maravilhoso mundo das covers.

Screen Shot 2014-04-24 at 6.14.09 PM

 

Quadragésima quinta Mixtape do blog, desta vez a temática é Rock Alternativo e suas origens. Recomendo a todos que se interessarem pelo tema a assistir o documentário ”Color Me Obsessed” (2011) da banda Replacements mas que também retrata parte da cena.

O rock no ano de 1986 estava ‘’Esgotado’’, vivia tempos terríveis numa alternância das rádios entre: o decadente Hard Rock cheio de Cinderellas da vida e cantores pop. Eis que começa a nascer uma cena alternativa ‘’suburbana’’ nos arredores dos Estados Unidos.

O Rock Alternativo, ‘’Left Of The Dial’’, ganhou força através das rádios universitárias e isso fez com que este fenômeno de bandas independentes surgisse na segunda metade dos anos oitenta; esse movimento foi rotulado de ‘’College Rock’’.

Plantou a semente que anos mais tarde fez nascer em Seattle, o Grunge.

Link:

*’’left of the dial’’: canção da banda Replacements em referência as rádios universitárias que se localizavam em frequências ‘’alternativas’’ á FM (a esquerda do DIAL).

 

OUÇA AQUI: http://8tracks.com/anchor-mixtapes/45-mixtape-1986-alternative-nation

 

Tracklist: 

  1.  Hüsker DüDon’t Want to Know If You Are Lonely
  2.  ReplacementsLeft Of The Dial
  3.  SebadohSkull
  4.  PixiesCaribou
  5.  Superchunk Why Do You Have to Put a Date on Everything
  6.  The LemonheadsCeiling Fan In My Spoon
  7.  Guided By VoicesGame Of Pricks
  8.  R.E.M. – Moral Kiosk
  9.  fIREHOSEBrave Captain
  10.  FugaziBlueprint
  11.  Sonic YouthDirty Boots
  12.  Built to SpillCar

 

 

#44 Mixtape – FUZZ , Gravador e Garagem

Quadragésima quarta Mixtape do blog, desta vez a temática é de bandas de garagem modernas. Recomendo a todos que se interessarem pelo tema a assistir o pequeno documentário ”A Psychedelic Reprise Of The Days Of The 13th Floor Elevators” (https://www.youtube.com/watch?v=_NB9Xlle9sE).

Com 40 minutos de duração, ele retrata a história de uma das principais bandas psicodélicas/garageiras dos anos 60: o The 13th Floor Elevators. O que tem tudo a ver com a MIXTAPE, visto que a maioria das bandas é fruto de uma releitura do som feito dessa época.

Cheias de Fuzz e com uma baixa qualidade de gravação proposital (lo-fi), essas bandas vem ganhando espaço nos principais festivais de música do mundo. A diferença para as bandas dos anos 60 (sem contar a aparelhagem) justamente é o que a tecnologia atual facilitou na divulgação dos grupos. Direto do limbo da garagem + gravação caseira + Myspace (soundcloud; purevolume e tantos outros) = Combinação fundamental para toda essa geração chegar aos ouvidos dos maiores selos independentes do mundo.

OUÇA AQUI: http://8tracks.com/anchor-mixtapes/44-mixtape-fuzz-gravador-e-garagem

Tracklist:

  1. The Growlers – Someday
  2. Hunx And His Punks – Rat Bag
  3. White Fence – Harness
  4. Barren Womb – Kill Hicks
  5. Hanni El Khatib – Sinking In The Sand
  6. Ty Segall – Love Fuzz
  7. Tijuana Panthers – Baby I’m Bored
  8. The Black Angels – Yellow Elevator #2
  9. The Pink Mountaintops – Ambulance City
  10. Fuzz – Raise
  11. Skaters – Deadbolt
  12. Mikal Cronin – See It In My Way

girls from the front Quadragésima terceira Mixtape do blog, desta vez a temática é de bandas com garotas (mais uma vez!). Segunda Mixtape com esta temática, aliás recomendo a todos que se interessarem pelo tema a assistir o documentário super recente sobre a líder do Bikini Kills, Kathleen Hanna, ”The Punk Singer(2013).

Joan Jett e suas Runaways plantaram uma sementinha mas foi nos anos 90 que várias barreiras foram quebradas e pipocou bandas de garotas por todos os lados. Mediante muito preconceito, elas ganharam seu espaço e mostraram que não devem nada pra muito marmanjo de plantão.

O post que marca a volta a ativa do blog depois de 8 meses conta com uma novidade: agora você não precisa mais baixar as músicas. O Anchor Mixtapes agora possuí um canal na plataforma 8tracks!

OUÇA AQUI: http://8tracks.com/anchor-mixtapes/43-mixtape-riot-girls-are-back

Tracklist:

  1.  Speedy OrtizTiger Tank
  2.  The Detroit CobrasBad Girl
  3.  Deap VallyBad For My Body
  4.  Dum Dum GirlsRimbaud Eyes
  5.  The BloodtypesBe A Man
  6.  Dog PartyLost Control
  7.  Veronica FallsTeenagers (The Rats Cover)
  8.  PJ HarveyDry
  9.  NoisettesEver Fallen In Love With Someone You Shouldn’t’ve (The Buzzcocks)
  10.  SavagesShe Will
  11.  Bikini KillRebel Girl
  12.  Sahara HotnightsHot Night Crash

#42 - Mixtape – Animal Planet

Quadragésima segunda Mixtape do blog, desta vez a temática é ”Animais”. Para esta , foram selecionadas bandas que fizeram músicas falando sobre eles, seja no sentido descritivo, ou no sentido figurado descrevendo as características dos animais nos seres humanos.

Artifício que já foi bastante explorado na literatura como ‘’animalismo’’ dos escritores anarquistas ao retratar as castas sociais e até veículos automobilísticos como Jaguar e Beetle.

  1. Supersuckers – Mean-Eyed Cat (Johnny Cash)
  2. Muzzarelas – Fly In The Brain
  3. The Sonics – Walkin’ The Dog
  4. The Germs – Lion’s Share
  5. The Midway State – St. Paul And The Wolf
  6. Riverdales – King Dinosaur
  7. The Boomtown Rats – Rat Trap
  8. Beatsteaks – Let’s Pretend We’re Bunny Rabbits
  9. Corrosion of Conformity – Albatross
  10. Beach House – Zebra
  11. Thunderbirds Are Now! – Cobra Feet
  12. The Maccabees – Pelican

Tamanho do Arquivo:
80 MB

Link:
http://bit.ly/APlane

#41 – Mixtape – It’s Cold Outside

Quadragésima primeira Mixtape do blog, desta vez a temática é ”O Inverno e o Frio”. Para esta , foram selecionados sons de bandas que fizeram músicas falando sobre o inverno, o frio, a neve e tudo que gira em torno dessa temática.
O que encaixa como uma luva no dia de hoje, visto que é o mais frio do ano até então. A Mixtape não poderia ser mais propícia para a época visto que em alguns lugares do país até nevar, nevou. Curitiba não via a neve á 38 anos e há a possibilidade de nevar na madrugada de hoje em alguns lugares do país. Pois é, alguns culparão a vinda do Papa por tal façanha. Então para curtir esse ‘’Friozinho’’ nada melhor que boa música e cobertor.

  1. Stephen EgertonSouth For The Winter (Feat Rise Against Vocalist)
  2. Nick 13Nashville Winter (Projeto Paralelo Country do Vocalista do Tiger Army)
  3. Flatfoot 56 – Winter In Chicago
  4. Pixies – Winterlong (B-Side)
  5. The Holy Mess – Cold Goodbyes
  6. RVIVR – Cold in Your Bones
  7. The Rezillos – Cold Wars
  8. Anti-Nowhere League – Snowman
  9. The Gits – Whirlwind
  10. GBH – Lost In The Fog
  11. Wire – Time Lock Fog
  12. The Blue Bloods – Left Out In The Cold
  13. The Brian Setzer OrchestraBaby It’s Cold Outside (Duet with Ann-Margret) *Bonus Track*

 

Tamanho do Arquivo: 80 MB

Link: http://bit.ly/InvernoFrio

invenção

Quadragésima Mixtape do blog, desta vez a temática é ”Inventions & Innovations”. Para esta , foram selecionados sons de bandas que fizeram músicas falando sobre invenções. Estas ferramentas criadas pelo homem ao longo dos tempos que revolucionaram e foram importantes para o processo de evolução da sociedade. Na parte cultural da #Mixtape contarei um pouco de cada invenção retratada faixa a faixa na mixtape:

1- A Televisão foi inventada na década de 1920, porém para chegar a ser como é hoje teve que evoluir bastante sua tecnologia. No Brasil a primeira transmissão aconteceu em Juíz De For a (Minas Gerais) no ano de 1948. A televisão a cores foi inventada apenas em 1954 nos Estados Unidos.

2- O Rádio foi inventado por Guglielmo Marconi no final do século XIX. Porém perdeu na justiça Americana a patente, visto que Marconi usou cerca de 19 patentes de Nikola Tesla para sua invenção. Curiosidade: na mesma época em 1893, o brasileiro, Roberto Landell De Moura conseguiu fazer transmissões radiofônicas entre duas cidades do sul do país mas foi chamado de feiticeiro e louco.

3- O computador foi inventado durante a segunda Guerra Mundial (1939-1945) por alemães. Incialmente tinha a função de calcular a trajetória de mísseis balistíscos.

4- Primeiros relógios que existiram são datados do século 16 a. c. na Babilônia e no Egito, visto que eram relógios de sol. Em 600 a.c na Judéia, foram observados os primeiros relógios de água e de ampulhetas. Em 1500, um alemão chamado Peter Henlein cria o primeiro relógio de bolso em Nuremberg. Vários inventores aperfeiçoaram as invenções em sua mecânica como Galileo em 1595 com o Isocronismo. Curiosidade é que alguns afirmam que o brasileiro Santos Dummond inventou o relógio de pulso.

5- O primeiro veículo motorizado a ser produzido com propósito comercial foi um carro com apenas três rodas. Este foi produzido, em 1885, pelo alemão Karl Benz e possuía um motor a gasolina. Depois foram surgindo outros modelos, vários deles com motores de dois tempos, inventado, no ano de 1884, por Gottlieb Daimbler.

6- O martelo pneumático (Martelo de ar comprimido) foi inventado por Charles Brady King de Detroit em 1890. O martelo mais primitivo foi inventado na idade da pedra com a primeira função de caça, muito antes de serem inventados os pregos.

7- Não se tem datado ao certo a época da invenção das correntes metálicas porem estas tiveram passagens históricas como sua função primitiva de aprisionar prisoneiros até a fazer parte do sistema mecânico da bicicleta e tantos outros utensílios fabris.

8- O químico suéco Alfred Nobel inventou a dinamite no ano de 1867 na Alemanha. O significado de dynamite vem do grego e do suéco e significa: ‘conectado com a força’. Curiosidade que o Prêmio Nobel tem esse nome justimente pois Alfred inventou ele. O prêmio tem o propósito de ser entregue a pessoas que fizeram pesquisas importantes, criaram técnicas pioneiras ou deram contribuições destacadas à sociedade.

9- Em 1869, um inventor britânico chamado Montegue Redgrave foi para os Estados Unidos, lá em sua fábrica produzia mesas de bagatelle em Cincinnati, Ohio. Porém ele desenvolveu um lançador de mola que subistituiu o taco utilizado nas mesas e assim surgiu a máquina de Pinball. A máquina teve boom e desenvolvimento pós segunda Guerra mundial ganhando novos artefatos e funções como o ‘’multibal’’. Curiosidade fica por parte do presidente Dutra em 1940 no Brasil proibir as máquinas de Pinball no país, muito provavelmente por confundir elas com máquinas de jogos de azar.

10- As calças jeans foram criadas por Levi Strauss nos Estados Unidos no ano de 1853 para atender garimpeiros da Califórnia, muito longe da imagem de rebelde que James Dean e outros atores invocaram no cinema. Assim como as sandálias havaianas, as calças jeans não tiveram um começo glamuroso e de status.

11- Em 1909, Leo Baekeland criou a baquelite, podendo ser consíderado o primeiro polímero sintético, o primeiro plástico.

12- A popular bala de revolver foi inventada pelo exército britânico nos anos 1890 pelo official do exército, Neville Bertie-Clayno, no arsenal de Dum Dum. Por esse motive o nome dado é Bala Dum Dum.
Essa invenção é polêmica foi condenada na convenção de Haia em 1899, em motivo do dano que esta é capaz de fazer ao atingir o corpo, sendo esta mais potente que uma bala comum. No Brasil ela é chamada de Ponta Oca, essa bala consegue neutralizer seu oponente com apenas um disparo.

Tracklist:

  1. Radiotors From Space – Television Screen
  2. The Spaceshits – Turn Off The Radio
  3. Nine Inch Nails – Guns By Computer
  4. Thee Oh Sees – Candy Clock
  5. Big Star – Back Of A Car
  6. Claw Boys Claw – Hammer
  7. Reignwolf – Break The Chain
  8. Danko Jones – Like Dynamite
  9. Oblivians – Pinball King
  10. Tijuana Panthers – Juvy Jeans
  11. Q And Not U – Black Plastic Bag
  12. Viboras – Guns

Tamanho do Arquivo: 57.2 MB

Link: http://bit.ly/14PMUWR